O estudo “Estratégia para a promoção do Emprego e a dinamização do Desenvolvimento Local enquanto esteios da inclusão social” foi desenvolvido pela Cáritas Portuguesa em parceria com a IPI Consulting Network e co-financiado pelo POAT/FSE. A metodologia delineada para este estudo, essencialmente com base na identificação das melhores práticas através de benchmarking, estudos de caso, consulta pública, nomeadamente todos os envolvidos no combate à pobreza e exclusão social, localmente, foi essencial para a definição das linhas de acção e das conclusões tiradas.

Através deste estudo foi possível compreender que a recuperação económica do país e a promoção do crescimento económico potenciam o aumento da empregabilidade, com impacto directo no combate à pobreza e exclusão social.

Destacam-se as principais conclusões:

- A inclusão social deve ser assegurada através da empregabilidade e do emprego;

- É necessária uma nova geração de políticas sociais, baseadas na mobilização da sociedade, de modo a potenciar a erradicação da pobreza e exclusão social em Portugal;

- Importa valorizar o crescimento da responsabilidade social corporativa e das consciências individual e colectiva para o aumento da importância da inclusão social na construção de novas respostas e novas formas de intervenção;

- Devem ser promovidos programas de inovação e de divulgação de boas práticas ou replicação de experiências locais viáveis, estimulando o investimento no empreendedorismo social (com estratégias para criar auto-emprego e promover as micro-empresas);

- É preciso potenciar o franchising, crowdsourcing, crowdfunding, micro-crédito e marketing social enquanto ferramentas para desenvolver e promover negócios sociais;

- Tem que se proporcionar a combinação de oportunidades de emprego para pessoas com dificuldades em entrar/reentrar no mercado de trabalho (p.e. desempregados) com o apoio local ao desenvolvimento de negócios nas várias áreas;

- Urgem políticas públicas de discriminação positiva, incentivadoras do empreendedorismo e do emprego social.