Voluntariado e Direitos Humanos

Tornou-se pequeno o Auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre para receber os mais de 150 participantes na sessão organizada pela Cáritas Diocesana de Portalegre – Castelo Branco para assinalar o “Dia Internacional do Voluntariado”.

Constituído por cinco painéis: «À conversa sobre experiências de Voluntariado Internacional»; «Voluntariado Jovem no Concelho de Portalegre»; Tertúlia – Debate «As veias abertas dos Direitos Humanos»; «Humanitude – uma ferramenta profissional na relação de ajuda»; Apresentação e discussão do filme de Ana Luísa Oliveira «2 metros quadrados», Anabela Afonso, Coordenadora do Departamento de Ação Social da Cáritas Diocesana e Animadora do Banco Local de Voluntariado de Portalegre que organizou o evento, coordenou a sessão e agradeceu a participação das pessoas e entidades que colaboraram nesta iniciativa da Cáritas.

Joana Rodrigues e Lília Mendes, voluntárias da Associação “Leigos para o Desenvolvimento”, relataram, na primeira pessoa, a experiência, enriquecedora, de voluntariado que realizaram em Angola e S. Tomé e Príncipe e apresentaram a actividade desenvolvida pela Associação no concerne à ação desenvolvida, à formação dos voluntários e à intermediação e avaliação das missões.

 

Continuar...

 

Dia Internacional do Voluntariado em Portalegre

A Cáritas Diocesana de Portalegre – Castelo Branco, com a colaboração de algumas Entidades parceiras, vai assinalar o “Dia Internacional do Voluntariado”, no próximo dia 6 de Dezembro, no Auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais – IPPortalegre.

Ao assinalar este dia queremos homenagear todos os voluntários, que disponibilizam o seu tempo, o seu saber e a sua vida, com a preocupação de cuidar do “outro”, daquele que necessita de um ouvido que o escute, de uma voz que interprete os seus anseios, de uma companhia que esbata a sua solidão. Queremos, também, fazer apelo, despertar consciências, conhecer pessoas que fazem a diferença nacional e internacionalmente e lançar o desafio a quem escute este apelo e sinta que pode e quer voluntariar-se.

Voluntariado e Direitos Humanos andam de mãos dadas na defesa pela dignidade, como testemunham todos aqueles que o vivem no seu dia-a-dia. Voluntariado e generosidade são a atitude daqueles que sentem que a felicidade não se alcança vivendo para si mesmos, mas dando-se e convivendo com os outros se sentem humanamente realizados.

Neste dia, vamos falar de “Humanitude”, uma das metodologias relacionais com mais sucesso no mundo, e perceber como voluntários, profissionais e comunidade em geral, podem cuidar do “outro” com amor.

Convidamos todos os interessados a participar neste Encontro que, certamente, vai de encontro a aspirações contidas mas nem sempre, assumidas.

O programa, deste dia, segue em anexo.


Inscrições podem ser feitas para o email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ou para o telefone 245202772.

Cáritas Diocesana de Portalegre – Castelo Branco

 

Conclusões do Conselho Geral da Cáritas Portuguesa

No 60º aniversário da Cáritas em Portugal, reuniu-se, em Fátima, nos dias 19 e 20 de novembro, o Conselho Geral da Cáritas Portuguesa, no qual participaram dezanove das vinte Cáritas Diocesanas que o constituem.

Durante a sessão de abertura, D. José Traquina, membro da Comissão Episcopal da Pastoral Social e da Mobilidade Humana responsável pela Cáritas, destacou a importância da caridade e do amor na missão que a Cáritas desempenha, de um amor que “[…] é Cáritas, um Amor que não é deste mundo, mas está neste mundo e nos anima e envolve em projetos de ajuda e desenvolvimento, a pensar nas pessoas mais necessitadas, de perto e de longe”, reforçando a importância deste Conselho que permite “refletir em conjunto a missão da Cáritas como missão da Igreja que a todos é confiada. Ouvir, aprofundar, refletir, observar, avaliar e tomar decisões com discernimento”.

Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa, lembrou o final do Ano Santo da Misericórdia, que coincidiu com este Conselho, referindo que “a Misericórdia não termina com o fechar da porta santa, pois nós ficamos responsáveis por ter sempre a mão no trinco de cada porta dos centros de acolhimento de cada Cáritas ou grupo que integramos e, sobretudo da abertura dos nossos corações daqui para a frente”.

 

Continuar...

 

Familia do lado 2016

A Família do Lado (Next Door Family EU) está de volta para a sua 5ª edição e a Cáritas Diocesana, juntamente como o CLAIM associaram-se a esta iniciativa. O ACM irá dar, este ano, novamente corpo a este projeto transnacional em que uma família aceita receber em sua casa uma outra família que não conheça, constituindo-se assim pares de famílias - uma imigrante ou refugiada e outra autóctone - para a realização de um almoço-convívio, típico da sua cultura de origem, como forma de acolhimento.

Todos os encontros terão lugar no domingo, dia 27 de novembro, às 13h00, em todo o território nacional, Espanha e República Checa. Nesta edição de 2016, a iniciativa irá realizar-se em mais de 30 concelhos (desde Viana do Castelo a Portimão, passando pelos Açores e Madeira) e conta com o envolvimento de cerca de 100 entidades.

Recorde-se que este projeto foi criado na República Checa, em 2004, assentando no conceito de Bairros Inclusivos. Portugal participou, pela 1.ª vez, em 2012, tendo sido, desde então, um dos países com maior número de participantes. Entre 2012 e 2015, já se realizaram 367 encontros que envolveram 833 famílias (452 familias imigrantes e 381 famílias portuguesas), de 50 nacionalidades diferentes, num total de 2572 participantes aos quais acrescem 373 voluntários.
Esta iniciativa visa contribuir para uma integração mais efetiva dos imigrantes na sociedade portuguesa, reforçando as relações sociais e promovendo a diversidade cultural existente no nosso país.