alt

  alt      

  alt       alt

  alt       alt

  alt


AÇÃO PASTORAL


O apoio às comunidades paroquiais na animação da pastoral social é uma das acções centrais da Cáritas, pedida especificamente tanto pela Conferência Episcopal Portuguesa (nº 31 e 32 da Instrução Pastoral sobre a Acção Social da Igreja, 1997), como pelo Bispo diocesano (“pedimos à Cáritas que ajude as paróquias a serem capazes” - D. Albino Cleto, na tomada de posse da actual Direcção, a 6 de Janeiro de 2009).


Aquela Instrução Pastoral define em concreto: “Pede-se que a Cáritas exerça o seu papel na animação da pastoral social, contribuindo, em especial, para o conhecimento dos problemas e a sua leitura à luz da doutrina social da Igreja; o apoio à criação e funcionamento de serviços paroquiais de acção social; a intervenção social, com empenhamento directo na prevenção e solução dos problemas; o contributo possível para a transformação social em profundidade, nomeadamente no domínio das relações sociais, dos valores e do ambiente, em ordem ao desenvolvimento solidário; a formação de agentes...”


Para além do apoio imediato à criação e funcionamento dos referidos Serviços Paroquiais de Acção Social, a Cáritas de Coimbra promove acções de formação junto das comunidades locais, tanto no âmbito doutrinal, como no âmbito da intervenção técnica: voluntariado, atendimento e acolhimento, educação preventiva nas áreas do alcoolismo, comportamentos sexuais e toxicodependência, visita domiciliária a idosos e doentes... Tem igualmente promovido acções de formação deste teor a nível diocesano, aproveitadas sobretudo por técnicos dos Centros Paroquiais de Solidariedade Social.


Com a colaboração das autarquias, segurança social e associações locais, têm vindo a ser feitas nos meses de Verão Colónias de Férias para crianças e adolescentes, nomeadamente dos Concelhos de Pombal, Figueira da Foz, Soure, Condeixa-a-Nova e Montemor-o-Velho.


Assembleia Diocesana de Grupos Sociocaritativos