Políticas Sociais


GIAS - Grupos de Interajuda Social


GIAS – Grupo de Inter Ajuda Social -
Isolamento, solidão, frustração. São apenas alguns dos sentimentos que surgem quando a pessoa se vê na situação de desemprego. Depois vêm outras complicações sempre associadas às dificuldades financeiras. Utilizar o grupo para apoiar e motivar é a ideia que está por detrás dos GIAS - Grupos de Inter Ajuda Social. Uma iniciativa promovida pela Cáritas Portuguesa.

Juntos no combate à solidão

A ideia é simples: juntar no mesmo espaço 8 a 10 pessoas que atravessam o deserto do desemprego. Semanalmente ou quinzenalmente, durante cerca de 2 horas, estas pessoas têm a possibilidade de partilhar as suas experiências de vida e entre si descobrir e potenciar capacidades para superar uma dificuldade tão real dos nossos dias. “Partilhando vivências, perdas e medos, competências e ideias com o objectivo de superar dificuldades, cada pessoa pode servir como modelo de identificação”.

Esta é a ideia da Cáritas Portuguesa que poderá ser replicada em todas as dioceses a partir de agora. Depois de uma experiência piloto na junta de freguesia de Santa Isabel, em Lisboa, a ideia está agora estruturada e pronta a ser implementada por todo o país. Com um caminho próprio a descobrir, cada grupo, tem a flexibilidade e a possibilidade de se adaptar à sua realidade. Apesar disso a Cáritas Portuguesa disponibiliza um conjunto de materiais que serão guia de orientação para o bom funcionamento destes grupos não têm a intenção de ser locais de procura de emprego “nem são uma solução mágica para os problemas dos desempregados” a Cáritas Portuguesa sublinha que a sua intenção ao criar este projecto é ser uma janela aberta no combate ao isolamento e, desta forma, combater a “auto-centragem que cada desempregado sofre, “que o leva a ficar refém da gravidade real ou ampliada do seu problema” e a prevenção da depressão.

“Com o GIAS queremos estimular a canalização de recursos de responsabilidade social das organizações e de voluntariado corporativo de instituições que podem dar um contributo positivo para a integração dos desempregados”.

GIAS afastam estigma social

Apesar da realidade do pais no que toca ao perfil do desempregado estar em grande transformação o estigma social a ele associado continua a ser uma grande fonte de pressão para a pessoa que se vê nessa situação. A pensar nisto a Cáritas Portuguesa propõem que as reunião deste grupo aconteçam em locais e contextos sociais que promovam a interacção dos seus membros.

O segredo e a discrição sobre todos os assunto tratados na reunião serão a alma destes grupos, dependendo disso o sue sucesso. Esta é a primeira regra do Código de Conduta que a Cáritas estipula para os participantes dos GIAS e o mesmo se aplica aos seus animadores que têm também um Código Ético e Deontológico a respeitar.


Materiais de apoio à organização de um grupo:

APRESENTAÇÃO
Download/ Ver


CÓDIGO DEONTOLÓGICO
Download/ Ver

CÓDIGO CONDUTA
Download/ Ver

FLYER APRESENTAÇÃO

Download/Ver

CARTAZ
Download/Ver


Notícias relacionadas:

Recomeço a partir de dentro

Contra a pobreza e exclusão social

Criar laços e derrubar muros

Grupos de Interajuda Social em Viseu

Cáritas e IPAV assinam protocolo de cooperação

Conclusões do Conselho Geral

e-max.it: your social media marketing partner