Banca ética e social na Europa

alt
No passado dia 6 de abril de 2017, a Cáritas Portuguesa em parceria com a Bridges Advisors, organizou um colóquio internacional sobre a Banca Ética na Europa. Com o tema “Criação e desenvolvimento de uma banca ética e social na Europa” este encontro contou com a presença de Ugo Biggeri, presidente da Banca Popolare Etica italiana, e de Paolo Beccegato, vice-diretor da Cáritas Itália.

Neste espaço de debate público, que contou com mais de 70 participantes, teve como propósito apresentar um dos mais importantes exemplos da banca social e ética na Europa - Banca Popolare Etica - e da importância da Cáritas Italiana na sua criação e desenvolvimento. Inspirada por princípios éticos a Banca Popolare Ética foi criada em 1999 por cidadãos e organizações sociais. O objetivo era financiar projetos na área da economia social e meio ambiente. Os princípios da transparência, participação, eficiência e consciência ecológica estão sempre presentes na avaliação dos projetos de financiamento.

A operar em Itália e também na Espanha, tem 87 grupos ativos que garantem o desenvolvimento das relações a nível local, contribuindo para o desenvolvimento da cultura ética do Banco e determinando as orientações estratégicas. A Banca Popolare Ética financia prioritariamente organizações de cariz social e ambiental e pessoas e famílias com dificuldades económicas, nomeadamente na compra de casa, energias renováveis e crédito pessoal.

Este é um modelo que tem como diferenciador a ampla capacidade para prestar contas aos seus clientes uma vez que são estes quem manifestem quais os seus interesses sobre projetos ou pessoas a serem financiadas pelo banco.


e-max.it: your social media marketing partner